16

Doenças congênita, hereditária e adquirida e o "teste do pezinho"

Muitas pessoas ainda não sabem a diferença entre as doenças congênitas, hereditárias ou adquiridas então hoje vim trazer um pouquinho de cada uma delas...
Doença congênita é aquela adquirida antes do nascimento ou até mesmo depois, durante o primeiro mês de vida.Toda a doença hereditária é congênita, mas nem todas as doenças congênitas são hereditárias. Doenças congênitas são aquelas que, embora não tenham fundo hereditário, já estão presentes no indivíduo desde seu nascimento,resultam de acidentes imprevisíveis que ocorrem no processo de desenvolvimento embrionário, levando às chamadas malformações embrionárias. Podem ser causadas por substâncias químicas, resultando, por exemplo, em hidrocefalia ou lábio leporino. O álcool e o fumo também podem ser responsáveis pelo aparecimento dessas doenças. Podem ainda ser causadas por agentes infecciosos presentes na mãe, que rompem a barreira da placenta, atingindo o feto. São conhecidos os casos da rubéola, sífilis e toxoplasmose.
 Doenças hereditárias são aquelas transmitidas de pais para filhos, de uma geração a outra, por meio de genes ou como consequência de alterações cromossômicas, “carregando” uma determinada propensão a uma doença. Exemplos dessas doenças são a hemofilia, a fenilcetonúria, a anemia falciforme (siclemia) e a talassemia, entre outras.
 Doenças adquiridas são aquelas contraídas no meio em que se vive, independendo de qualquer fator relacionado à hereditariedade. Os agentes causadores podem ser físicos (fogo, eletricidade, radioatividade), químicos (ácidos, inseticidas ou qualquer tipo de produto químico que possa interferir na saúde do indivíduo), mecânicos (objetos que causam traumas, como pedras, facas, armas de fogo) ou biológicos (bactérias, vírus, fungos, vermes). As doenças adquiridas podem ser não transmissíveis (queimaduras, envenenamentos, carências nutricionais) ou transmissíveis, como infecções bacterianas ou virais (sarampo, catapora, tuberculose, sífilis).
Algumas dessas doenças são detectadas no teste do pezinho que é feito nos primeiros dias de vida do bebê e detecta quaisquer anormalidades e prevenir uma série de doenças. A triagem neonatal, mais conhecida como teste do pezinho, é um dos exames mais importantes na hora de detectar irregularidades na saúde da criança.
Com apenas algumas gotas de sangue colhidas do calcanhar do recém-nascido, o teste permite diagnosticar precocemente oito doenças, entre metabólicas, congênitas e infecciosas. A triagem deve ser feita entre o terceiro e o sétimo dia de vida do bebê, já que antes disso os resultados podem não ser muito precisos.
Doenças detectadas pelo teste do pezinho simples (aquele oferecido pelo SUS)

  • Fenilcetonúria: uma doença que causa um comprometimento neurológico no desenvolvimento da criança;
  • Hipotireoidismo congênito: doença que pode levar ao retardamento mental e a malformações físicas;
  • Anemia falciforme: pode levar a alterações em todos os órgãos e sistemas do corpo;
  • Hiperplasia adrenal congênita: doença que faz com que a criança tenha uma deficiência hormonal de alguns hormônios e um exagero na produção de outros, que pode, inclusive, levar à morte;
  • Fibrose Cística: doença que leva à produção de uma grande quantidade de muco, comprometendo o sistema respiratório e afetando também o pâncreas;
  • Deficiência de biotinidase: pode levar a convulsões, falta de coordenação motora, atraso no desenvolvimento e queda dos cabelos.
Doenças detectadas pelo teste do pezinho ampliado (doenças detectadas além das do teste simples)

  • Galactosemia: doença que faz com que a criança não consiga digerir o açúcar presente no leite, podendo levar a um comprometimento do sistema nervoso central;
  • Toxoplasmose Congênita: doença que pode ser fatal
Comentários
16 Comentários

16 comentários:

  1. Bem interessante seu post.
    Eu na verdade não sabia exatamente as diferenças, agora já sei cada uma delas.

    Beijos
    lwww.conteudomae.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sabia muito mas é muito interessante já que alguns cuidados fazem toda a diferença!
      Bjs

      Excluir
  2. É sempre bom ter essas informações. Não sabia a diferença entre as doenças.

    Bjs
    inspiracaomaterna.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, informação é sempre bem vinda!
      Bjs

      Excluir
  3. Oii,
    tive que repeti o texte do pezinho da Nicolle mais gaças a Deus deu tudo ceto!!
    Muito importante o post.
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não podemos deixar de fazer, detectar as doenças cedo ajudam muito com o tratamento!
      Bjs

      Excluir
  4. Ótimo post, é sempre bom ficar bem informada. Bjs

    ResponderExcluir
  5. ai ai ai. Eu começo a ler essas coisas já fico angustiada amiga! O da Lara deu tudo certo, espero que a próxima que está a caminho também!

    http://www.arianebaldassin.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai dar tudo certo Ariane, alguns pequenos cuidados fazem toda a diferença em relação a saúde dos nossos pequenos!
      Bjs

      Excluir
  6. Ótimo post.. O teste do pezinho é super importante, não podemos deixar de fazer.. Aqui fiquei angustiada mais graças a Deus deu tudo certo..

    Beijos,excelente final de semana!

    ResponderExcluir
  7. O teste do pezinho não pode deixar de ser feito, porque com ele se descobrem muitas doenças! bom post
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, e quento mais cedo as doenças são descobertas melhores as chances de tratamento!
      Bjs

      Excluir
  8. Muito importante realizar o teste e assim descobrir com antecedência.
    Eu fiz o ampliado, graças a Deus td bem, bjs

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós!!!
Não deixe de comentar!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...