20

Vacina da Gripe fazer ou não?

Foi prorrogada a vacinação contra a gripe que acabaria na ultima sexta-feira 22/02 até dia 05/06, como não foi atingida a meta de 80% o Ministério da Saúde decidiu prorrogar a campanha, que já existe há 13 anos, fazem parte do grupo vulnerável as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, doentes crônicos, idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, povos indígenas, gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, presos e funcionários do sistema prisional, além da população indígena. A dose, via injeção, protege contra os subtipos do vírus influenza: H1N1, H3N2 e B.

Hoje vim falar um pouquinho com vocês sobre a importância da vacina, a Sofia além de estar entre a faixa etária de menores de 5 anos ela tem asma e a pediatra insistiu para que eu fizesse a vacina, fiz todos os anos desde de que eu me lembro, aqui em casa todas nós tomamos e nunca tivemos nenhuma reação além da dor local e a Sofia teve um pouquinho de febre este ano mas nada fora do previsto, muitos ainda tem medo de fazer a vacina ou de levar seus filhos para fazer devido alguns mitos que surgiram.
Um dos principais motivos para a baixa adesão é a falta de conhecimento sobre a imunização. Muitos temem que, ao receber a vacina, irão contrair o vírus da gripe. O medo existe porque, após a administração da vacina, algumas pessoas apresentam alguns sintomas da gripe, como mal-estar e febre. Isso ocorre com 5% das pessoas imunizadas. Trata-se, no entanto, de uma resposta imunológica sem riscos. É uma ação dos anticorpos do organismo ao vírus. Não é gripe. "A vacina é segura e o medo de ficar doente em decorrência da imunização é uma bobagem", a vacina simplesmente é composta de vírus morto.


Se tivesse algum risco para qualquer pessoa ela não seria recomendada pelos nossos médicos e pediatras, é muito importante prevenir qualquer tipo de doença e a vacina é um ótimo modo de o fazer, quem ainda não fez ainda da tempo.
18

Dia Nacional do Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes


Em 18 de maio de 1973 uma garotinha de apenas 8 anos Araceli Cabrera Sanches foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espirito Santo. Seu corpo foi encontrado seis dias depois, o crime teve grande espaço na mídia e chocou o Brasil, seus agressores que eram jovens de famílias influentes no Espirito Santo e nunca foram punidos.
O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído em 1998, quando cerca de 80 entidades públicas e privadas se reuniram na Bahia para o 1º encontro Ecpat no Brasil, (Ecpat é uma organização internacional que luta pelo fim da exploração sexual e comercial de crianças e adolescentes, surgida na Tailândia) O projeto foi sancionado em 2000, desde então, a sociedade civil em Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes promovem atividades em todo o país para conscientizar a sociedade e as autoridades sobre a gravidade da violência sexual.  A data ficou instituída como "Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes" a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000- Art. 1º. Fica instituído o dia 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Mas infelizmente situações absurdas como essa ainda se repetem.
A campanha tem como símbolo uma flor, como lembrança dos desenhos da primeira infância além de associar a fragilidade da flor com a de uma criança, o simbolo surgiu durante uma mobilização em 2009 e o que era para ser apenas uma campanha se tornou o símbolo da causa e para alcançar o objetivo é preciso que a sociedade Faça Bonito na proteção das crianças e adolescentes. O slogan Faça Bonito - Proteja nossas crianças e adolescente quer chamar a sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil.
No Brasil  o “Disque 100”, criado pela Secretaria de Direitos Humanos,  é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes.

3

Dia mais que especial


Sei que estou um pouquinho atrasada mas as semanas andam tão corridas por aqui que estou quase sem tempo para postar, mas consegui um tempinho vim contar como foi um pouquinho do meu Dia das Mães com as meninas, minha irmã e minha mãe... a Sofia veio com o presente da escola na sexta-feira mas não me deixou ver até o domingo, rsrs


Uma linda flor com cartões e um potinho lindo decorado por ela e cheio com biscoitos deliciosos!


Como já tinha dito aqui minha irmã está com uma gravidez um pouco complicada então decidimos fazer um chá para ela no domingo, fomos todas até a casa dela montamos uma decoração simples e fizemos alguns doces e salgados para uma confraternização com alguns amigos e parentes... 


Apesar de cansativo nosso dia foi maravilhoso... passar qualquer dia com a família é sempre maravilhoso!
E ai como foi o domingo das mães de vocês?
Dia das mães são todos os dias, então feliz dia das mães!!!
23

Crianças protegidas no frio


O frio chegou! Pelo menos aqui no sul onde a temperatura chegou próximo dos 0º nessa madrugada, aqui estava 8º as 7:30 hrs que foi a hora que eu sai de casa. Com o frio vem as preocupações com as doenças tipicas dessa época do ano e como manter nossos pequenos saudáveis e protegidos no frio do inverno, por isso os pais devem tomar alguns cuidados especiais nessa época do ano.
Gripes, resfriados e a pele ressecada são alguns dos problemas mais comuns nessa época do ano por isso tenho algumas dicas e cuidados para as crianças e bebês no frio.



Pele: É comum nessa época as crianças e bebês ficarem com a pele ressecada principalmente no rosto, por causa do contato direto da pele com o ar gelado que desidrata a pele dos pequenos. Por isso é importante não exagerar na temperatura dos banhos, usar shampoos e sabonetes sem álcool e passar creme hidratante principalmente no rostinho.


Banho: Escolha os horários mais quentinhos para a hora do banho que normalmente é logo após o meio dia, a água deve ser morninha, nem fria nem muito quente, aqueça o banheiro para que a criança não sofra um choque térmico, dê banhos rápidos e enrole os pequenos na toalha que pode ser aquecida com o ferro de passar ou secador de cabelos.


Roupas: A melhor opção é vestir os pequenos em camadas assim pode ir tirando conforme a temperatura vai subindo, coloque sempre uma roupa de algodão por baixo (náilon não é indicado para o frio), principalmente os bebês perdem muito calor nas extremidades por isso ao sair tome cuidados como meias luvas e gorros.


Saídas: Evite lugares aglomerados principalmente nos dois primeiros meses, passeios antes da 10hrs e depois das 17hrs não são aconselháveis pois nesses horários a temperatura é mais baixa, evite sair logo após o banho.


Sono: Coloque um pijama bem quentinho (os de flanela são ótimos), aqueça o quarto antes dos pequenos irem pra cama (não deixe o aquecedor ligado a noite toda, use apenas para aquecer o quarto), uma boa dica é colocar um cobertor em baixo do lençol para deixar a cama mais quentinha, coloque a ponta da coberta em baixo do colchão assim se a criança se mexer muito a noite ainda fica coberta.
Cuidado para não exagerar, muitas roupas podem trazer incomodo e aumenta o risco de desidratação e brotoejas além de causar transpiração nos pequenos que podem ficar com a roupa molhada pelo suor, se a criança estiver suando é porque provavelmente está muito agasalhada, (deve ser observado principalmente em crianças menores de dois anos já que os maiores já sabem dizer quando estão com calor e pedem para tirar o casaco), segundo especialistas se a criança estiver com o nariz gelado pode ser que ela esteja com frio .


Olha a carinha da Sofia, com uma vontade de sair de casa no frio!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...